Servidores da PF vão parar operações no aeroporto de Brasília

Em greve desde o dia 25 de setembro, servidores vão deixar de emitir passaportes e da delegacia de imigração

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

08 Outubro 2007 | 09h18

Os servidores administrativos da Polícia Federal, em greve desde o dia 25 de setembro, prometem paralisar as operações no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília, na manhã desta segunda-feira, 8. Com a paralisação, os serviços de emissão de passaporte e da delegacia de imigração não estarão disponíveis.   Hélia Cassemiro, presidente do Sindicato Nacional dos Servidores do Plano Especial de Cargos da Polícia Federal (SINPECPF), afirmou que uma nova assembléia entre os trabalhadores e representantes do sindicato está marcada para às 14 horas desta segunda. No encontro, eles devem aprovar uma contra-proposta do sindicato de servidores.   "Vamos deixar pronta a nossa contra-proposta, aguardando o chamado do governo", explicou a presidente. "Precisamos de uma reestruturação de cargos e não de um cala-boca", afirmou, se referindo à última proposta oferecida pelo governo, na última quinta-feira, 4, quando uma tabela remuneratória, mais detalhada, foi entregue aos representantes do sindicato.   Segundo análise do sindicato, a nova tabela não traz um aumento efetivo e o reajuste proposto só começaria em 2008. Cerca de 90% dos servidores administrativos em todo o País aderiram à greve, segundo dados do SINPECPF.

Mais conteúdo sobre:
greve da PF emissão de passaportes

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.