Sessão com Bruno Covas é cancelada

O presidente da Comissão de Meio Ambiente da Assembleia, deputado Beto Trícoli (PV), cancelou a sessão marcada para ontem para a qual estava convidado o secretário estadual de Meio Ambiente, Bruno Covas. O secretário era aguardado não apenas para prestar contas das atividades de sua pasta, mas também para responder a questionamentos dos parlamentares sobre uma história narrada por ele ao Estado a respeito de um prefeito que tentou lhe pagar propina por uma emenda parlamentar.

O Estado de S.Paulo

05 Outubro 2011 | 03h02

Trícoli apelou para um possível desvirtuamento da ida do secretário à comissão para justificar o cancelamento. Legalmente, os secretários estaduais têm de prestar contas semestralmente na Assembleia.

"O que estava se desenhando desde sexta-feira já não era falar sobre meio ambiente. Acho melhor separar as coisas. A Casa tem Conselho de Ética."

A ida de Covas à comissão de Meio Ambiente havia sido costurada pelo líder do PSDB, Orlando Morando, na última quinta-feira, como forma de arrumar ao secretário uma saída honrosa às declarações vistas como desastradas. Ontem, Morando criticou o cancelamento. "Na minha avaliação ele tinha de falar na comissão. Isso protela as explicações que ele tem de dar."

Na quinta-feira o Conselho de Ética vota requerimento convidando Covas a depor. / F.G.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.