Sessenta menores fogem durante rebelião no RJ

Pelo menos 60 menores fugiram hoje do Instituto Padre Severino, na Ilha do Governador (zona norte), depois de uma rebelião de quase cinco horas na madrugada durante a qual destruíram grande parte da área interna da instituição que abrigava 270 menores infratores. Até as 12h, cerca de 30 menores haviam sido recapturados por policiais militares, segundo a direção do instituto. A rebelião começou por volta das 21h de ontem. O tumulto teria começado logo depois que a administração anunciou a exoneração do diretor do instituto, Petre da Costa, e de outros nove agentes acusados de tortura. Os menores começaram a destruir os móveis dos alojamentos com pedaços de pau e pernas de cadeira. No início da madrugada, os meninos colocaram fogo em colchões e destruíram aparelhos de TV, computadores e a mobília da cozinha. Na confusão, dez menores ficaram levemente feridos e medicados pelo Corpo de Bombeiros.Policiais militares foram chamados para dar reforço aos 11 funcionários que estavam no instituto durante a madrugada, mas 40 menores conseguiram fugir pelo telhado por volta das 2h. A situação foi controlada. Cerca de 60 policiais cercaram o presídio durante toda a noite, mas, por volta das 11h outros 20 menores aproveitaram o início das visitas para fugir. Eles escaparam por um buraco no alojamento que levava ao pátio interno. De lá, pularam o muro. A polícia iniciou buscas nos bairros da Ilha e conseguiu encontrar alguns menores fugitivos em ruas vizinhas ao instituto. O Padre Severiano está cercado por policiais. Segundo o diretor-interino, Sidney Teles da Silva, o grande problema da instituição é a superlotação. "O instituto abrigava 270 menores, mas seu limite é de 160", afirmou. Silva disse ainda que a situação no instituto estava totalmente controlada e que não havia riscos de novas rebeliões ou fugas. "Os buracos nos alojamentos também estão sendo consertados, evitando assim que os meninos escapem no futuro", declarou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.