Sessões extras para votar orçamento

O projeto de lei do orçamento para 2008 em São Paulo, já com as emendas apresentadas pelos vereadores, começará a ser discutido na próxima segunda-feira, em sessão extra. A matéria foi aprovada em primeira votação no dia 12 de dezembro, por 35 votos a 12, e precisa ser votada até o final do mês. A receita estimada é de R$ 25,2 bilhões, 17,6% maior que a de 2007 (R$ 21,5 bilhões). Dos últimos cinco orçamentos, o de 2008 abriga a maior verba para investimentos. O prefeito Gilberto Kassab previu R$ 3,59 bilhões, contra R$ 3,07 bilhões deste ano, o primeiro orçamento elaborado sob seu comando. Em 2006, o montado pelo ex-prefeito José Serra era de R$ 3,29 bilhões. A área habitacional deverá ter seu orçamento aumentado em 23%. Passará dos atuais R$ 616 milhões, já atualizados, para R$ 764 milhões. O relator Milton Leite (DEM) passou o dia de ontem montando o esquema com as centenas de emendas apresentadas pelas bancadas dos partidos e pelos vereadores individualmente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.