Sete cidades de SC decretam situação de emergência pela chuva

Estragos da chuva no Estado afetam mais de 68 mil pessoas; 1,7 mil estão desalojadas

Solange Spigliatti, do estadao.com.br

30 de março de 2010 | 11h54

Sete cidades de Santa Catarina já decretaram situação de emergência por conta das chuvas que atingem o Estado desde a última sexta-feira, 26, segundo informações da Defesa Civil Estadual.

 

Veja também:

Chuva abre cratera e fecha rodovia no Paraná  

 

Até o momento, 26 municípios registraram estragos pelas chuvas, que afetaram 68.298 pessoas. Deste total, 1.746 ficaram desalojadas e outras 167 estão desabrigadas. Uma pessoa morreu em São José.

 

As cidades em situação de emergência são Antônio Carlos, Biguaçu, Tijucas, Ilhota, Luís Alves, Palhoça e São José. Pelo menos outras quatro cidades devem decretar a situação, segundo a Defesa Civil.

 

De acordo com a Defesa Civil, na cidade de Praia Grande várias pontes de madeira foram levadas, seis comunidades estão parcialmente isoladas, com acesso por ponte pênsil ou a pé.

 

Em São João do Sul, o levantamento apresentou danos e prejuízos na agricultura (arroz pronto para colheita), assim como em Jacinto Machado, e parte viária. O trânsito está lento na SC-450, entre São João do Sul e BR-101, já que há água sobre a pista no km 35.

 

A localidade de Três Barras ficou isolada (40 pessoas), caiu uma ponde de madeira e uma ponte em alvenaria está sem as duas cabeceiras.

 

No município de Meleiro além dos danos e prejuízos na agricultura (arroz pronto para colheita) e parte viária, aproximadamente 300 pessoas estão isoladas parcialmente na localidade de Barra do Cedro. Caiu a ponte da estrada secundária que liga Meleiro a Morro Grande. Em Timbé do Sul oito comunidades estão parcialmente isoladas (850 pessoas) e no mínimo oito pontes de madeira foram danificadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.