Sete crocodilos albinos são roubados de zoológico no MT

Investigadores suspeitam que ladrões sejam contrabandistas e que animais seriam vendidos no exterior

Associated Press,

04 de janeiro de 2008 | 19h05

Sete crocodilos albinos foram roubados do zoológico da Universidade Federal do Mato Grosso. Os investigadores suspeitam que os ladrões sejam contrabandistas de animais, disseram as autoridades nesta sexta-feira, 4. Não se sabe ao certo a data do roubo, que teria acontecido entre o dia 31 de dezembro, quando os animais foram alimentados pela última vez, e a quarta-feira, 2, pela manhã, quando um guarda se deu conta do sumiço dos crocodilos. As informações foram divulgadas por meio de comunicado assinado pelo diretor do zoológico, Itamar Assumpção, e divulgado na página da internet da universidade. Um membro da Polícia Federal, que não quis se identificar, disse que a polícia não tem pistas sobre o paradeiro dos crocodilos. "Acreditamos que eles podem ter sido roubados para serem vendidos no exterior ou a contrabandistas de animais aqui no Brasil", afirmou. De acordo com a Renctas, organização não-governamental brasileira que combate o tráfico de animais, aproximadamente 15% de todo o comércio ilegal – que oscila entre US$ 10 milhões e US$ 20 milhões anuais – é realizado no Brasil. Os crocodilos albinos valeriam cerca de R$ 17 mil cada um, segundo Assumpção.

Tudo o que sabemos sobre:
Roubocrocodilos albinos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.