Divulgação
Divulgação

Sete detentos feridos em cadeia de Manaus são hospitalizados

Secretaria Penitenciária diz que não ocorreu novo motim e que presos ficaram machucados na rebelião da madrugada de domingo

Kleiton Renzo, Especial Para O Estado

08 Janeiro 2017 | 23h44

Às 21h (horário local) sete detentos feridos na rebelião ocorrida na madrugada deste domingo, 8, na Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, na Av. Sete de Setembro, no Centro de Manaus, foram levados por ambulâncias do Samu para os hospitais 28 de Agosto e João Lúcio. De acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), não ocorreu novo motim na cadeia.

“Alguns presos precisaram ser enviados para os hospitais por conta dos ferimentos. Pedimos reforço da Rocam para entrar no presídio e retirar os detentos”, disse o titular da Seap, Pedro Florêncio.

A situação chamou atenção de quem passava próximo à Vidal Pessoa porque a Polícia Militar fechou a Avenida Sete de Setembro para que três ambulâncias do SAMU pudessem entrar na cadeia e remover os presos. A Seap disse que nenhum detento apresenta ferimentos graves.

Rebelião. O Departamento de Polícia Técnico-Científico (DPTC) já identificou três dos quatro detentos mortos na rebelião da madrugada deste domingo na Vidal Pessoal. As vítimas foram identificadas como Tássio Caster de Souza, Rubiron Cardoso de Carvalho e Fernando Gomes da Silva. A quarta vítima ainda não foi identificada.

O último boletim da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP) sobre a Vidal Pessoal confirmou que dois detentos ainda continuam foragidos.

Mais conteúdo sobre:
Samu Polícia Militar Souza

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.