Sete são mantidos reféns no CDP de Franco da Rocha

Os presos do Centro de Detenção Provisória de Franco da Rocha, na Grande São Paulo, estão mantendo sete funcionários como reféns desde que foi iniciada uma rebelião, após a fuga de alguns detentos.A rebelião começou por volta das 16 horas desta sexta-feira. De acordo com informações iniciais da Polícia Militar, os diretores da unidade prisional estão negociando com os rebelados. Ainda não há confirmação sobre o número de foragidos, reféns e feridos durante o tumulto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.