Setenta e quatro detentos fogem de cadeia de Santos

Na maior fuga do ano na Baixada Santista, 74 detentos escaparam da cadeia anexa ao 5ºDP de Santos. A fuga aconteceu por volta das 3h30 desta terça. Durante as buscas, que se estenderam durante todo o dia, 29 presos foram recuperados. Apenas um carcereiro tomava conta das quatro celas. Ele foi mantido como refém pelos detentos que não conseguiram escapar.O funcionário só foi liberado após longa negociação com o juiz corregedor Gilberto Ferreira da Cruz e o delegado seccional João Jorge Guerra Cortez.Cruz afirmou que os presos não fizeram exigências para soltarem o refém, mas admitiu que o intuito da ação foi chamar a atenção das autoridades para o problema da superlotação no local. "Eles só pediram transferências durante a negociação", diz ele. A cadeia que tem capacidade para abrigar 24 homens, tem hoje em suas celas 243 presos.Só neste ano, a cadeia do 5ºDP já passou por diversos problemas de tentativas de fuga e rebeliões. No dia 15 de junho, uma Comissão Especial de Vereadores (CEV) visitou o prédio. Seis dias depois houve uma rebelião no local. Os presos destruíram as celas e colocaram fogo em cobertores. O saldo foi um preso morto, quatro intoxicados pela fumaça e dois queimados. Na ocasião, 20 presos foram removidos. Três meses depois, no dia 15 de outubro, sete homens fugiram por um túnel feito em uma das celas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.