Shoppings antecipam Liquida SP para a festa dos 450 anos

A Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop) antecipou a "Liquida São Paulo", liquidação que envolverá shoppings e comércio de rua da região metropolitana, para participar da comemoração de 450 anos da cidade, a convite da prefeitura.Ao contrário dos anos anteriores, quando o evento era realizado depois do Carnaval, a 13ª edição da "Liquida SP" ocorrerá do próximo dia 23 até 1º de fevereiro, sendo a única liquidação dentro do Sampa Fest, calendário de festividades do aniversário que envolve bares, restaurantes, hotéis e outras empresas de comércio e serviços.A participação na comemoração agrega valor à "Liquida SP", segundo o presidente da Alshop, Nabil Sahyoun. "As festividades gerarão mais turismo de negócios para São Paulo e o clima de festa acaba se transferindo às compras", afirmou. "Esse quadro ajudará o lojista a vender mais e o consumidor a comprar por preços baixos."A expectativa é de que as vendas e o público sejam 5% e 10% maiores do que no mesmo período do ano passado o "Liquida SP" é feito duas vezes ao ano, na ´entressafra´ das coleções de moda. Serão cerca de 22 milhões de pessoas visitando 12 mil lojas, o dobro de estabelecimentos em relação a 2003. Os descontos vão variar de 10% a 70%.Por enquanto, 16 shoppings confirmaram participação, como Center Norte, Paulista, Frei Caneca, Metrô Tatuapé, ABC Plaza, Osasco Plaza, Aricanduva, Mauá Plaza e Interlagos. Na previsão de Sahyoun, entretanto, serão 30 centros comerciais até o dia 23. Comércio de ruaEmbora pequena, a participação do comércio de rua vem crescendo desde a primeira edição, realizada em agosto de 1997 - passou de 10% para 20% hoje em dia - e a inserção na comemoração dos 450 anos da capital deve alimentar essa tendência. A região da Rua José Paulino, no centro da cidade, por exemplo, deve participar com 500 lojas.Outras associações de lojistas de rua, como Moóca, Santo Amaro, Consolação e João Cachoeira, também confirmaram adesão, mas a Alshop afirma estar enfrentando dificuldades de contatar outras entidades de bairro, por não estarem atreladas à Associação Comercial de São Paulo (ACSP).MarketingA Alshop investiu R$ 1 milhão na campanha de divulgação do "Liquida SP", que será feita através de inserções em rádio, TV, jornais, revistas, internet, além de outdoors, ações promocionais e distribuição da cartilha "Cultura da Liquidação".A verba inclui o material de decoração a ser colocado nas lojas e shoppings para que os consumidores identifiquem os estabelecimentos participantes. A campanha, desenvolvida pela agência BSS Kad Comunicações, tem como mascote o "Liquidinha", um personagem em formato de sacola de compras amarela.Para o lojista, o kit inclui adesivo de vitrine, adesivo de chão, tarjetas de preço e um banner e custa R$ 70. O conjunto de decoração para o shopping, por sua vez, é constituído de adesivos para vidro e chão, dois banners e um cartaz, e custa de R$ 5.000 a R$ 10.000, dependendo do porte do empreendimento. A aquisição dos kits deve ser feita na sede da Alshop, localizada à rua Teixeira da Silva, 660, no bairro do Paraíso.Em 2005, o "Liquida SP" deve retomar seu calendário tradicionail, após o Carnaval. Sahyoun, no entanto, não descarta a mudança da data para acompanhar outros acontecimentos importantes que possam alavancar a megaliquidação. A 13ª edição do "Liquida SP" conta com o apoio da Vivo, Sebrae-SP e Serasa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.