Showmício, contra pedágio na Castelo

Moradores da região de Alphaville e de cidades da Grande São Paulo servidos pela rodovia Castello Branco - Barueri, Osasco, Carapicuíba, Jandira, Itapevi, Santana do Parnaiba e Pirapora do Bom Jesus - se organizam no movimento Acesso Livre Já. Eles fazem desde às 11h30 da manhã de hoje um showmício em Alphaville, na Alameda Xingú, paralela à rodovia, para reclamar do preço do pedágio da nova pista marginal da rodovia Castelo Branco, que começou a ser cobrado na última terça-feira. Segundo eles, o preço de R$ 3,50 é abusivo.Os moradores reclamam também do fato de a concessionaria Viaoeste, que administra a Castello Branco, ter fechado alguns acessos às cidades. Os motoristas que não querem pagar pedágio agora têm apenas o trevo de Barueri como opção e têm de andar 10 quilômetros a mais. Os moradores têm o apoio do Ministério Público que já se manifestou junto à Justiça, na 12ª Vara da Fazenda Pública em São Paulo sobre o preço cobrado pela concessionária. Segundo o Ministério Público, a ViaOeste deveria cobrar apenas R$ 0,60.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.