Silva aprendeu a voar em pista de Luziânia

Viúva disse ter sido avisada por ele de que se mataria pilotando um avião

Rubens Santos, GOIÂNIA, O Estadao de S.Paulo

18 de março de 2009 | 00h00

Kleber Barbosa da Silva planejou o suicídio e a morte da mulher, Erica Correia, de 24 anos, e da filha, Penélope, de 5, meses antes de derrubar o monomotor Tupi no estacionamento do Shopping Flamboyant, em Goiânia, na semana passada. Ele roubou o avião no mesmo local onde aprendeu a pilotar - o Aeroclube de Luziânia. "Ele me disse: se um dia eu acabar com a minha vida vai ser pilotando um avião", disse Erica, em depoimento ontem ao delegado Manoel Borges de Oliveira. Durante uma hora e 46 minutos, Erica revelou que Kleber teria recebido treinamento de instrutores no Aeroclube de Luziânia. Numa das ocasiões, afirmou, Kleber decolou e pousou. Ele ainda teria feito dois voos pilotando um planador em Formosa (GO) e ultraleves em Goiânia.Dias antes da tragédia, Kleber apresentou comportamento estranho. "Não queria ficar em casa; primeiro, nos levou para Caldas Novas, onde ficamos uma semana. Na volta, quis ir a Brasília." As atitudes estranhas se devem, acredita o delegado Oliveira, à ideia fixa de suicídio e à descoberta, pela polícia, do estupro de uma menina de 13 anos, em Aparecida de Goiânia."No caminho para Brasília, ele parou o carro (um Vectra) numa estrada vicinal, abriu o porta-malas e me pediu para ajudar a pegar algo embaixo do tapete; quando abaixei, me acertou na cabeça com o extintor", lembra Erica. Abandonada no local, buscou ajuda e foi socorrida por uma ambulância. "No hospital, alguém disse que um avião havia caído no Shopping Flamboyant. Tive certeza de que era o Kleber e que minha filha estava morta." A depressão de Kleber foi constatada pela mãe dele, Waldilma Barbosa, manicure em Lérida, Espanha. Em 2005, o casal tentou morar naquele país. Eles não arrumaram emprego e, três meses depois, voltaram para o Brasil. O casal recebia mesada de R$ 3 mil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.