Silvio Santos agradece apoio da imprensa

Bem humorado, relaxado, o empresário Silvio Santos apareceu na sacada de sua casa, ao final da tumultuada entrevista de sua filha, Patrícia Abravanel, e fez brincadeiras com os repórteres. Afirmou que Patrícia poderia ser pastora, numa referência às várias vezes em que a moça agradeceu a Deus pela sua libertação. Disse que a filha poderia se candidatar a um cargo público e brincou: "Minha filha me dá muito trabalho. Eu deveria ter pedido aos sequestradores que ficam mais tempo com ela."Sílvio Santos não respondeu às perguntas, gritadas pelos repórteres, sobre se houve ou não pagamento de resgate. Com expressão séria, ele afirmou que as famílias que enfrentarem sequestros deveriam recorrer sempre à polícia, que é bem treinada para enfrentar essas situações. E disse, enfaticamente, que a imprensa deveria respeitar o que diz a polícia em cada caso de sequestro. "Há casos em que a divulgação das notícias ajuda a polícia. Há outros em que não deve haver divulgação. A imprensa deveria seguir a orientação da polícia em cada caso," afirmou. Ele fez questão de agradecer à imprensa, antes de se retirar para dentro de sua casa, encerrando a entrevista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.