Sinais da 'caixas-pretas' do Airbus A330 foram localizados

O Le Monde disse que foram encontrados sinais e que um mini-submarino foi enviado até o local

Reuters e Efe

23 de junho de 2009 | 03h17

Sinais das gravações do voo da Air France que explodiu no Atlântico matando 228 pessoas a bordo foram localizados, afirma o jornal Le Monde no seu website nesta terça-feira, 23.

 

Veja também:

link Último corpo resgatado do Atlântico chega ao IML do Recife

lista Todas as notícias sobre o Voo 447

especialEspecial: Os desaparecidos do voo 447

especial Especial: Passo a passo do voo 447

mais imagens Galeria de fotos: buscas do Voo 447

mais imagens Galeria de fotos: buscas da FAB pelo Voo 447

mais imagens Galeria de fotos: homenagem às vítimas

especialCronologia das tragédias da aviação brasileira

especialCronologia dos piores acidentes aéreos do mundo

 

O porta-voz da Air France disse que não pode confirmar a reportagem.

 

O Le Monde disse que foram encontrados sinais vindos das "caixas pretas" e que um mini-submarino foi

enviado na segunda-feira, 22, para tentar achá-las no fundo do oceano Atlântico.

 

O submarino articulado 'Nautile' tem capacidade para três pessoas e possui movimentos limitados de seis a sete quilômetros por dia.

 

"As buscas se tornaram complicadas", em razão do relevo submarino, cujo fundo tem cerca de 5.000 metros de profundidade, explicou o jornal, que ressaltou que as caixas-pretas do avião da Air France "ainda têm autonomia para aproximadamente oito dias".

 

As "caixas-pretas" pode conter informação vital que pode explicar o que aconteceu com o Airbus A330 que sofreu um acidente no mar na rota entre Rio de Janeiro e Paris no último 1º de junho.

 

Ampliada às 4h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.