Sinal inteligente queima e lentidão chega a 109 km

Pane começou de manhã e atingiu semáforos na região do Itaim-Bibi, Moema, Ibirapuera e Jardins; sistema foi restabelecido às 15 horas

Naiana Oscar, O Estadao de S.Paulo

15 de maio de 2009 | 00h00

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrou congestionamento acima da média ontem pela manhã e até o início da tarde por causa de um problema no sistema de semáforos inteligentes. Segundo a CET, uma das peças que mantêm ativa a tecnologia "queimou", afetando o tráfego em avenidas importantes no Itaim-Bibi, Moema, Jardins e Ibirapuera. A operação foi restabelecida por volta das 15 horas.O horário mais crítico foi entre 9h30 e meio-dia. A lentidão chegou a 109 quilômetros. O problema no aparelho afetou semáforos das Avenidas Juscelino Kubitschek, dos Bandeirantes, Ibirapuera, República do Líbano, Brigadeiro Luís Antônio, Ascendino Reis e Rua Cubatão. Os intervalos de sinal verde e vermelho ficaram desajustados, o que causou lentidão.Os modelos inteligentes de semáforos, que deveriam funcionar em 1,4 mil cruzamentos, são ligados a sensores no asfalto e permitem calcular e adaptar, a distância, o tempo de abertura à quantidade de veículos. Esses equipamentos foram criados em 1994 para ajudar a controlar o trânsito em tempo real. Segundo técnicos da CET, problemas na rede inteligente são frequentes porque os sensores são antigos. Além disso, ocorrem rompimentos por obras de concessionárias e vandalismo.O rompimento de uma fiação ou a pane em um dos controladores provoca a paralisação dessas análises em tempo real e os semáforos passam a funcionar com base em programações fixas, construídas nas médias históricas de demanda.De acordo com relatórios da CET, os semáforos inteligentes, logo depois da implantação, foram responsáveis pela redução de 19% das colisões com vítimas e de 44% no número de atropelamentos. A espera para o motorista caiu em torno de 24%. Mas todos esses benefícios foram reduzidos nos últimos anos por causa da deterioração da rede.No dia 1º de janeiro, o prefeito Gilberto Kassab (DEM) disse que iria recuperar a rede. "As centrais já foram reaparelhadas, mas as fibras ópticas continuam quebradas", disse o diretor do sindicato dos marronzinhos, Alfredo Coletti. Ontem à noite, o trânsito também ficou acima da média. Às 19 horas, foram registrados 126 km de congestionamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.