Sinalização e trânsito mudam na Anhanguera

Motoristas enfrentam lentidão ao acessar novas pontes na Marginal

Felipe Grandin, O Estadao de S.Paulo

09 de maio de 2009 | 00h00

A AutoBan - concessionária responsável pela Via Anhanguera e Rodovia dos Bandeirantes - anunciou medidas para reduzir o congestionamento e informar melhor motoristas, pedestres e passageiros de ônibus afetados pelas obras do Complexo Viário Anhanguera, na zona oeste de São Paulo. Já na quarta-feira, primeiro dia de funcionamento das duas pontes de acesso à Via Anhanguera, houve problemas. Uma ponte liga a Marginal do Tietê, sentido Dutra, à Via Anhanguera. A outra liga a Lapa, pela Rua Monte Pascoal, à rodovia. As duas integram o pacote de obras do Complexo Anhanguera, que vai custar R$ 410 milhões e deve ficar pronto em abril de 2010.A principal alteração será na Ponte Atílio Fontana. Quem seguir no sentido Lapa-Anhanguera não poderá acessar o bairro, à direita. O motivo é que os veículos dessa pista precisam cruzar outras duas para chegar ao acesso, causando lentidão. Desde anteontem, o trecho fica parado no horário de pico. A mudança é temporária, pois a ponte funcionará somente no sentido Anhanguera-Lapa. A ponte fechará para reforma no dia 17."Estamos mantendo a pista em funcionamento a pedido da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), porque as pessoas ainda não estão habituadas com o caminho novo", afirmou o engenheiro José Alberto Moita, gestor de obras da AutoBan. "Vamos dar mais alguns dias para que deixem de entrar na Atílio Fontana e passem a usar as novas pontes", disse.Moita afirmou que a sinalização de acesso à ponte que liga a Marginal, sentido Dutra, à Anhanguera será alterada. O projeto está sendo estudado por técnicos da CET. O sistema atual foi considerado confuso por alguns motoristas habituados a fazer o percurso pela Atílio Fontana. No local, cada pista recebeu um número pintado e um painel eletrônico informará qual o motorista deve escolher para entrar nos acessos (1 para pegar a expressa da Marginal; 2, Anhanguera; e 3, local).Para orientar pedestres, a AutoBan colocará funcionários na saída das pontes para informar sobre as alterações. Segundo Moita, um carro estará no local a partir de hoje e uma tenda será instalada na segunda-feira. Após a inauguração das pontes, foi retirado um ponto de ônibus da Atílio Fontana. O engenheiro afirmou que um novo ponto entrará em funcionamento após a conclusão de uma passarela. Até lá, os passageiros devem usar a parada do outro lado da Marginal. Segundo Moita, a construção da passarela sofreu um atraso por causa da demora na desapropriação do terreno em que será instalada. No local, há um casarão construído na década de 1930 que estava em processo de tombamento. "Faz dois meses que eles autorizaram as obras naquela área", disse Moita.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.