Sindicalista é acusado de marcar funcionária a ferro

O vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Lavoura de Mossoró-RN, Cezimar Coutinho, é acusado de marcar a ferro o braço de uma funcionária com as letras que integram a sigla da instituição - STLM. O episódio aconteceu há 12 dias e a vítima prefere ficar no anonimato, com medo de passar por maiores constrangimentos. A socióloga Izolda Dantas, da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN) e presidente da Organização Não Governamental Centro Feminino 8 de Março, disse que a mulher está muito fragilizada.Depois de marcar os móveis do sindicato, Cezimar teria dito, em tom de brincadeira, que era preciso também marcar as mulheres do sindicato e ferrou as iniciais na parte de trás do braço direito da funcionária. Cerca de 150 mulheres de Mossoró pretendem invadir o sindicato, no próximo dia 17, se a direção da entidade não expulsar o vice-presidente. A denúncia da agressão já foi protocolada no Ministério Público Estadual e na Delegacia de Defesa da Mulher. O sindicalista ainda não se pronunciou sobre a acusação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.