Sindicato aprova reajuste nas tarifas de táxi de São Paulo

O Sindicato dos Taxistas Autônomos de São Paulo aprovou neste sábado, 10, em assembléia, a proposta de reajuste de 35% nas tarifas de táxi na Capital. Cerca de 200 pessoas, a maioria representantes das cooperativas da Cidade, participaram da assembléia. O último aumento ocorreu em setembro de 2003.De acordo com o presidente do sindicato, Natalício Bezerra, houve apenas um voto contra o reajuste. O pedido será apresentado nesta segunda, em reunião já agendada com o secretário de Transportes do município, Frederico Bussinger."Aprovamos o índice de 35%, mas quem vai decidir é a Prefeitura", disse Bezerra. Entretanto, ele acredita que até o final do mês o reajuste já esteja valendo.Caso sejam aprovados os 35%, a bandeirada passará de R$ 3,20 para R$ 4,40; o quilômetro rodado, de R$ 1,80 para R$ 2,20; e a hora parada, de R$ 25 para R$ 42. Segundo o sindicato, circulam pela Capital 33,7 mil taxistas, que movimentam, juntos, aproximadamente R$ 3 milhões por dia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.