Sindicato cobra passe livre

Na próxima segunda-feira será realizada a primeira reunião entre a Prefeitura e os Sindicatos dos Metalúrgicos, das Costureiras e dos Trabalhadores na Indústria de Brinquedos para definir regras de distribuição de passe gratuitos de ônibus para desempregados. Ontem, representantes dos sindicatos entregaram documentação para iniciar o cadastro na Secretaria Municipal de Assistência Social.Existe uma disputa judicial em torno do pagamento. Uma decisão do juiz Fernão Borba Franco, da 14.ª Vara da Fazenda Pública, de 4 de fevereiro, ordenou o pagamento do benefício em 30 dias, com multa de R$ 50 mil por dia em caso de descumprimento. Em liminar, o desembargador da 6ª Câmara de Direito Público Oliveira Santos suspendeu a multa, por entender que a decisão ordena apenas o cadastramento dos trabalhadores para recebimento posterior de vale-transporte.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.