Sindicato pede saída de presidente da Infraero

O Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina), filiado à Central Única dos Trabalhadores (CUT), defendeu ontem a saída do atual presidente da Infraero, brigadeiro José Carlos Pereira. "A saída do presidente, juntamente com toda a diretoria, ajudaria e muito a solução dos problemas na aviação", diz o comunicado. Para o sindicato, a diretoria "se mostrou incompetente para lidar com os problemas que a aviação apresenta". O Sina afirma que há muito tempo vem denunciando ao Ministério Público várias irregularidades. Diz ainda que "obras de fachada ruíram frente aos acidentes e infelizmente outros acontecerão se medidas enérgicas não forem tomadas". O sindicato pede ainda a exclusão dos "jabutis" - modo como os funcionários denominam assessores, gerentes e assistentes não concursados da Infraero - dos quadros da empresa. "Conseguiram colocar o meio de transporte mais seguro como um dos mais inseguros." Ontem, no boletim interno do sindicato, o Sina afirmou que a troca de ministro da Defesa não resolve o problema e pediu ao governo que modernize a infra-estrutura aeroportuária, qualifique e profissionalize a mão-de-obra existente, melhorando as condições de trabalho. O Sina também criticou a proposta de abertura do capital da Infraero.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.