AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Sindicato repudia assassinato de radialista em Campinas

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo divulgou esta tarde uma nota de repúdio ao assassinato do radialista e comentarista Pedro Luiz Júnior, morto a tiros durante um assalto, em frente à sua casa, em Campinas, na noite de ontem. O Sindicato informou que irá cobrar do candidato à prefeito a ser eleito na cidade "uma posição frente à violência" e o "direito dos cidadãos à vida"."Que a mesma indignidade que nós, seus amigos e, principalmente, os seus familiares, sentem diante da inoperância das autoridades em conter a violência, atinja os candidatos eleitos para que, em nome da democracia que permitiu a legitimação de cada um deles para nos governar, pensem em legislar e em governar objetivando contribuir para uma sociedade mais justa", diz a nota do Sindicato.Pedro Luiz Júnior foi morto com três tiros por um homem que o assaltou quando chegava em casa, depois do trabalho. O assassino roubou a carteira do radialista, que trabalhava como comentarista esportivo da rádio CBN de Campinas.

Agencia Estado,

03 de outubro de 2004 | 16h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.