Sistema digital vai receber reclamações de passageiros aéreos

Nova forma de atendimento da Anac deve começar em setembro em 60 aeroportos do País

07 de agosto de 2007 | 10h02

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) resolveu usar a tecnologia para acalmar os passageiros afetados com o caos aéreo. Um novo sistema de reclamações, com formulário e caneta digitais, começou a ser implantado nesta semana em aeroportos do País. O serviço só começa efetivamente em setembro.  Veja também:Anac registra 12 mil reclamações desde início da crise aérea A idéia é reduzir em até um terço o tempo de processamento das reclamações. Gerentes regionais da Anac em diversos estados iniciaram na segunda-feira, 6, um treinamento para lidar com a nova tecnologia. No total, mais de 60 aeroportos receberão o sistema. A agência não informou os custos da implantação. A reclamação será feita em papel comum, com uma máscara de impressão especial com micropontos que permitem à caneta identificar as palavras escritas e transmitir os dados na hora para a Anac. Enquanto o passageiro escreve, o leitor ótico da caneta também arquiva os dados. De acordo com o gerente-geral de fiscalização da Anac, Geraldo Peccin, essa ferramenta deve agilizar o andamento das reclamações dos passageiros e facilitar a obtenção de informações por parte do reclamante. "Ao terminar de fazer a reclamação, a pessoa receberá, por e-mail e no celular, uma mensagem informando o número da ocorrência para ela acompanhar no site da Anac em que fase está a reclamação." Durante a apresentação do sistema, uma das preocupações dos gerentes regionais foi em relação ao número de canetas que estará disponível aos passageiros. Peccin garantiu que, nos aeroportos com maior movimento, como o de Brasília, haverá cerca de cinco canetas. Mas se houver um grande número de pessoas querendo registrar reclamação ao mesmo tempo, o formulário poderá ser preenchido com uma caneta convencional. Os dados serão transcritos posteriormente para o sistema digital. O sistema já foi instalado há três meses, em fase experimental, em sete aeroportos. Com reportagem de Sabrina Craide, da Agência Brasil

Tudo o que sabemos sobre:
Crise aéreaanacImpressão digital

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.