André Dusek/Estadão
André Dusek/Estadão

Sistema Único de Segurança será sancionado nesta segunda

Presidente se reuniu com ministro da Segurança neste domingo e deverá sancionar lei nesta segunda em cerimônia no Palácio do Planalto

O Estado de S.Paulo

10 Junho 2018 | 21h50

BRASÍLIA - O presidente Michel Temer se reuniu neste domingo, 10, no Palácio do Jaburu, com o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann. Os dois conversaram sobre o novo Sistema Único de Segurança Pública (SUSP), modelo pelo qual instituições federais, estaduais e municipais devem atuar em operações combinadas e compartilhar informações. Pela proposta aprovada na Câmara e no Senado, os registros de ocorrência e investigações serão, agora, padronizados. A cerimônia de sanção da lei que cria o SUSP será realizada nesta segunda-feira, às 16 horas, no Palácio do Planalto.

+ José Serra: Um SUS para a segurança pública

O projeto foi aprovado pelo Senado em 16 de maio e seguiu para sanção presidencial. No mérito, a matéria é considerada importante por representantes de diferentes correntes políticas por tratar da segurança pública, um dos principais temas a serem debatidos na eleição deste ano. 

O texto aprovado prevê que instituições de segurança federais, estaduais e municipais atuem em operações combinadas e compartilhem informações. Pela proposta, os registros de ocorrência e as investigações serão padronizados e deverão ser aceitos por todos os membros do SUSP. Se aprovado, o sistema integrado será coordenado e gerido pelo Ministério Extraordinário de Segurança Pública, chefiado pelo ministro Raul Jungmann.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.