Site de Alckmin retira adesivos de Heloísa Helena e Cristovam Buarque

O site de campanha do candidato tucano à Presidência da República pela coligação PSDB-PFL, Geraldo Alckmin, não contém mais os adesivos que relacionavam suposto apoio de Heloísa Helena, do PSOL, e Cristovam Buarque, do PDT.Os adesivos no site diziam: "Sou Heloísa, voto em Geraldo" e "Sou Cristovam, voto em Geraldo". A senadora alagoana Heloísa Helena afirmou na terça-feira, 10, que irá entrar com recurso no Tribunal Superior Eleitoral(TSE) para proibir o uso do seu nome na campanha de Alckmin e na do candidato petista à reeleição, Luiz Inácio Lula da Silva.O deputado Chico Alencar, líder do PSOL na Câmara, chegou a anunciar no plenário da Câmara no início da tarde de segunda-feira, 9, que acionaria a Justiça contra o PSDB, mas não foi adiante a pedido da própria senadora.Heloísa Helena e Cristovam Buarque foram candidatos à presidência derrotados no primeiro turno. O PSOL adotou a neutralidade para o segundo turno. Já o PDT, apesar de não ter formalizado oficialmente, deverá apoiar o candidato tucano.

Agencia Estado,

11 de outubro de 2006 | 10h32

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõeseleições 2006

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.