Site permite mapear dados do Censo 2010 na sua vizinhança

Ferramenta online do IBGE permite detalhar informações de pessoas e domicílios nos setores censitários

estadão.com.br,

01 Julho 2011 | 17h34

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) lançou nesta sexta-feira (1º) uma ferramenta online que permite a consulta de informações do Censo 2010 em um mapa digital de setores censitários - a menor unidade territorial estabelecida pelo IBGE. É a primeira vez que o instituto oferece informações tão detalhadas para a popoulação - em alguns casos, é possível localizar informações de quarteirões ou mesmo de condomínios.

 

Veja abaixo como usar a ferramenta:

 

O QUE É?

É um mapa que detalha as informações do Censo 2010 em sua menor unidade territorial: o setor censitário. Esta é a área que delimita o trabalho de cada recenseador no trabalho de coleta de informações. O Brasil foi dividido em 316.574 setores, de tamanho e formato variável, na tentativa de distribuir o trabalho de recenseamento. Nas regiões urbanas, cada setor agrupa, em média, de 250 a 350 domicílios. Para respeitar o anonimato da população, o IBGE suprime informações de setores com cinco domicílios ou menos, pois os dados divulgados poderiam permitir a identificação de indivíduos.

 

PARA QUÊ?

É uma forma mais detalhada de observar os resultados do Censo 2010. A divisão por setores censitários não tem valor administrativo, mas serve de interessante referência para governantes no planejamento das cidades e na definição de áreas prioritárias.

 

COMO USAR?

No menu lateral, escolha se você quer ver um setores ou municípios. Em seguida, escolha a localidade que quer examinar. Agora basta escolher a variável com a qual se quer pintar o mapa. Por exemplo: a média de moradores por domicílio. Para ver o resultado, clique em "Gerar cartograma".

 

PARA SE APROFUNDAR

Clicando em algum setor, é possível ver o número exato e todos os outros dados daquele setor, além de poder compará-los com todas as outras divisões territoriais possíveis: bairro, distrito, município e assim por diante.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.