Sítio de Biritiba-Mirim tinha 90 quilos de cocaína

Os traficantes perderam em menos de dez dias quase 250 quilos de cocaína apreendidos pelos policiais do Departamento de Investigações sobre o Narcóticos (Denarc). Nesta sexta-feira, num sítio de Biritiba-Mirim, na região de Salesópolis, em São Paulo, a polícia apreendeu mais 90 quilos da droga, que deveriam render aos traficantes de R$ 1 milhão e seriam vendidos na zona leste da capital. Colombianos, bolivianos e peruanos, associados a brasileiros, têm procurado cada vez mais o mercado consumidor de drogas em São Paulo trazendo muita cocaína. No sítio funcionava um esquema de embalagem e venda de cocaína. "O grupo recebia a droga pura da Bolívia, misturava com diversos produtos e vendia. Um quilo era transformado em três. Os 90 quilos virariam quase 200", acredita o delegado Ivaney Cayres de Souza, diretor do Denarc. Uma denúncia levou os policiais ao sítio alugado pelos traficantes no ano passado. A informação alertava para o movimento intenso no sítio com os traficantes embalando a droga quase de forma industrial. Foram presos Jurandir Coelho Magalhães Júnior, Wanderlei Oliveira Cerqueira, José César Ferreira e Luciano Vaqueiro da Silva. Um dos presos estava com uma espingarda calibre 12 e, ao ver os policiais, jogou a arma no chão e levantou os braços. Outro traficante não conseguiu pegar o revólver calibre 38 que estava numa gaveta. Nos fundos, os investigadores encontraram um túnel que levava a um salão subterrâneo onde estavam duas prensas usadas para embalar cocaína.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.