Google Street View
Google Street View

Situação é controlada em unidade prisional em Manaus após morte de seis detentos

Segundo a Secretaria de Admistração Penitenciária (Seap), 20 presos foram transferidos para isolamento externo

O Estado de S.Paulo

08 Abril 2017 | 06h08

Depois de mais de 12 horas de tensão na Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), na zona leste de Manaus, a situação foi controlada, segundo informou a Secretaria de Admistração Penitenciária (Seap), na madrugada deste sábado, 8. Seis detentos foram assassinados dentro de sua celas, pelos próprios companheiros e outros 20, ameaçados de morte, foram transferidos para o isolamento externo. De acordo com o governo estadual, não houve motim ou rebelião na cadeia,

A Secretaria de Administração Penitenciária do Amazonas (Seap) informou, em nota, a identidade das vítimas: Janderson Araújo da Silva - conhecido como Boca Rica, Leonardo Almeida de Souza, Marcos Henrique Neves de Lima, Tiago de Araújo, Felipe Xavier Oliveira e Felipe Gonçalves Marques.

No início deste ano, quatro presos foram mortos na Unidade Prisional do Puraquequara. E uma rebelião no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em Manaus, resultou na morte de 56 detentos.

Mais conteúdo sobre:
Polícia Civil Manaus

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.