Situação melhora um pouco e 20% dos vôos atrasam nesta 5ª

Até às 14h30, 220 atrasam e 130 são cancelados no País; Congonhas tem o maior número de cancelamentos

Fabiana Marchezi, do estadao.com.br,

26 Julho 2007 | 15h20

A situação nos principais aeroportos do País começava a melhorar nesta quinta-feira, 26. Até às 14h30, dos 1.079 vôos programados, 220 atrasaram mais de uma hora e 130 foram cancelados, segundo a Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero). O número de atrasos representa 20,39% do total de vôos programados, enquanto os cancelamentos afetaram 12,5%. Por conta da interdição na pista principal, o Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, contabilizou o maior número de cancelamentos, com 56 operações suspensas, o que representa 30,1% dos 147 vôos programados. Outros três vôos atrasaram. Como os vôos eram transferidos para o Aeroporto Internacional de São Paulo (Cumbica), em Guarulhos, a situação era mais complicada no local. Dos 128 vôos previstos, 33 tiveram atrasos superiores a uma hora e três foram suspensos.  No Rio, o Aeroporto do Tom Jobim tinha 25 atrasos e 14 cancelamentos entre os 102 vôos programados para esta quinta-feira. O Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília, tinha 60 vôos previstos e 21 fora do horário programado, além de cinco cancelamentos. Já no Aeroporto de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, sete dos 39 vôos programados atrasaram e quatro foram suspensos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.