Skinheads filmados no trem da CPTM se entregam à polícia

Dois dos três skinheads que tiveram prisão temporária decretada por ter obrigado dois jovens a se jogarem de um trem se entregaram há pouco à polícia. Vinícius Parizatto, de 24 anos, e Juliano Aparecido Freitas, de 18 anos, e que foram filmados pelas câmeras de segurança da CPTM, já estão sendo ouvidos pela polícia em local não informado pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo. O terceiro skinhead, Danilo Gimenez Ramos, continua a ser procurado. De acordo com a Rádio CBN, o delegado Renato de Almeida Barros, que comanda as investigações, deve conversar com imprensa em breve no município de Mogi das Cruzes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.