Só São Pedro atrapalha movimento nos aeroportos, diz Anac

Diferente do ano passado, saída para o Réveillon é tranqüila na maior parte do País

Rodrigo Pereira, O Estado de S. Paulo

28 de dezembro de 2007 | 15h35

A presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Solange Vieira Paiva, reforçou, nesta sexta-feira, 29, o número de funcionários nos aeroportos para fiscalizações de fim de ano da chamada Operação Anac e garantiu que "se não houver problemas meteorológicos, não há motivos para atrasos".  Veja também:Imagens do último dia útil do ano  Movimento é intenso nas estradas que levam ao litoral de SP Juizados nos aeroportos terão horário alterado no fim de ano "A situação está super tranqüila no Brasil todo, se São Pedro ajudar nosso fim de ano vai ser ótimo , vai todo mundo chegar a tempo para o Réveillon", disse Solange pela manhã no aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, onde passaria a tarde com fiscais da Anac para orientar passageiros e cobrar das companhias aéreas bom atendimento e cumprimento de horários. A presidente da Anac contou que desde que assumiu o posto de direção, em 20 de dezembro, só esteve um dia no prédio da agência em Brasília e todo o restante do tempo comandando a fiscalização nos aeroportos, para evitar novo caos aéreo. "O dia-a-dia no aeroporto é divertido, até informação de onde fica o banheiro a gente tem que dar", brincou, após afirmar que outro objetivo da operação é observar os problemas para elaborar relatório que vai servir de base para novo projeto de regulamentação do setor aéreo, proposta que deve ser anunciada pelo ministro da Defesa, Nelson Jobim, no fim de janeiro. Solange não citou o nome de seu antecessor, Milton Zuanazzi, na entrevista coletiva concedida em Cumbica. No entanto, destacou que se aproximou e já faz trabalho conjunto com a Infraero e com os controladores de vôo, e que a Anac tem sido bem mais rigorosa com as empresas aéreas - as críticas mais freqüentes à gestão anterior. "Mudamos todo o conceito de trabalho, é a primeira vez que a Anac tem uma atuação mais ativa", concluiu, prometendo repetir a Operação Anac, prevista para se encerrar no dia 7 de janeiro, no Carnaval.

Mais conteúdo sobre:
aviaçãoAnacSolange Vieira

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.