Wilton Júnior/Estadão
Wilton Júnior/Estadão

Sobe para 11 o número de mortos em prédios que desabaram no Rio

Bombeiros procuram 14 desaparecidos; corporação informou que atuará no local até o fim com a possibilidade de encontrar sobreviventes

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

15 de abril de 2019 | 11h31

RIO - O Corpo de Bombeiros do Rio informou ter encontrado o corpo de mais uma vítima da queda de dois edifícios na comunidade da Muzema, na zona oeste do Rio. Trata-se de uma mulher adulta, ainda não identificada. Com isso, o número de mortes confirmadas chega a 11.

As buscas nos escombros entraram nesta segunda ao quarto dia. Os Bombeiros procuram 14 desaparecidos, e trabalham com o auxílio de cães farejadores. 

Neste domingo, 14, o corpo de uma mulher foi encontrado. Na noite de sábado, por volta das 22h, foi encontrado o corpo de um menino nos escombros. Duas horas antes, os bombeiros haviam localizado mais uma vítima, uma mulher, entre os escombros. 

Os bombeiros acreditam que ainda podem encontrar sobreviventes. "Este cenário (queda de edifício) é muito mais propício a encontrar vida (do que num deslizamento de terra), porque a gente pode trabalhar com células, pequenos habitáculos onde as pessoas podem se manter vivas", explicou o coronel Luciano Sarmento, que coordena a operação.

Segundo Sarmento, as buscas por sobreviventes irá continuar até o fim da operação. "Temos relatos de pessoas que sobreviveram até sete dias nessas condições. Vamos trabalhar até o fim da operação com essa possibilidade."

A Secretaria Municipal de Infraestrutura e Habitação determinou a demolição de mais três prédios do entorno. Dois deles passam por trabalho de escoramento para que não desabem durante os trabalhos de busca por vítimas. Outros imóveis passam por vistoria e podem ter o mesmo destino.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.