Sobe para 119 o número de vítimas das chuvas em SC

Em todo o Estado, quase 33 mil pessoas continuam desalojadas ou desabrigadas devido às enchentes

Da Redação,

05 de dezembro de 2008 | 12h18

A Defesa Civil de Santa Catarina confirmou mais uma vítima das chuvas no Estado. O corpo foi encontrado nesta sexta-feira, 5, e com isso o número de vítimas sobe para 119. Nesta sexta, a Defesa Civil do Estado contava quase 33 mil pessoas desabrigadas ou desalojadas. Quatorze municípios seguem em estado de calamidade pública: Benedito Novo, Blumenau, Brusque, Camboriú, Gaspar, Ilhota, Itajaí, Itapoá, Luiz Alves, Nova Trento, Pomerode, Rio dos Cedros, Rodeio e Timbó.     Veja também: Saiba como ajudar as vítimas das chuvas IML divulga lista de vítimas identificadas Repórteres relatam deslizamento em Ilhota  Mulher fala da perda de parentes em SC Tragédia em Santa Catarina  Blog: envie seu relato sobre as chuvas  Veja galeria de fotos dos estragos em SC   Tudo sobre as vítimas das chuvas         Segundo a Defesa Civil, foi encontrado na manhã desta sexta o corpo de Valmir Raulino, de 44 anos, no município de Ascurra. Ele estava desaparecido desde sábado, 29, quando retornou para casa, apesar da área ter sido desocupada em razão do risco de novos deslizamentos.   Apesar de a Defesa Civil apontar 31 desaparecidos, o número deve chegar a pelo menos 84 pessoas em seis municípios atingidos pelas cheias. O número foi obtido pelo Estado com prefeituras, comandos do Corpo de Bombeiros e equipes da Defesa Civil Municipal.   Ilhota é o município com o maior número de vítimas - são 37. Na cidade de Blumenau, 24 pessoas morreram por conta das chuvas. A cidade de Gaspar já conta 16 vítimas das chuvas, enquanto Jaraguá do Sul tem 13 vítimas. O município de Luís Alves conta 10 vítimas e a cidade de Rodeio, 4.   Os municípios de Rancho Queimados, Benedito Novo, Itajaí e Timbó contam duas vítimas cada. As cidades de Brusque, Pomerode, Bom Jardim da Serra, São Pedro de Alcântara, Ascurra e a capital, Florianópolis, tiveram uma vítima cada.   (Com informações de Elvis Pereira, do estadao.com.br)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.