Sobe para 15 número de mortos pelas chuvas em MG

As fortes chuvas que castigam Minas Gerais desde o início do ano provocaram a 15ª morte no Estado. A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) confirmou hoje que o avicultor Gilmar Martins Lélis, de 33anos, foi arrastado por uma enxurrada no município de Canaã, na Zona da Mata, região fortemente atingida por um temporal nofinal da tarde de quinta-feira. O avicultor, que chegou a ser socorrido por populares, mas chegou morto ao hospital municipal,tentava atravessar de moto uma ponte sobre o córrego Tiririca, que transbordou. Em Guiricema, na mesma região, o Rio Bagre também transbordou, alagando casas e ruas, além de destruir duas pontes nazona rural. O comércio da parte central da cidade foi atingido. Uma casa foi destruída e 14 ficaram danificadas, desalojando 29pessoas. Em Ponte Nova, o temporal durou mais de oito horas e desalojou pelo menos 150 famílias. O nível das águas do rioPiranga subiu três metros. A MG-120, que liga Ponte Nova a Viçosa, ficou interditada por seis horas, em decorrência dasinundações. De acordo com a Cedec, o número de feridos em Minas chega a 58 e o de municípios atingidos pelas chuvas, a 56. Foram 983casas danificadas e 95 destruídas; 100 pontes danificadas e 43 destruídas. Em todo o Estado, existem 1.699 pessoasdesabrigadas e 9.211 desalojadas.

Agencia Estado,

23 de janeiro de 2004 | 19h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.