MÁRCIO FERNANDES/ESTADÃO
MÁRCIO FERNANDES/ESTADÃO

Sobe para 15 o número de mortos no rompimento das barragens em Mariana

O IML de Minas Gerais anunciou a identificação de quatro corpos de vítimas do desastre ambiental

Leonardo Augusto, Especial para O Estado

05 de dezembro de 2015 | 13h41

BELO HORIZONTE - Sobe para 15 o número de mortes confirmadas no rompimento das barragens da mineradora Samarco no distrito de Bento Rodrigues, em Mariana, tragédia que hoje, 5, completa um mês. O Instituto Médico Legal (IML) de Minas Gerais em Belo Horizonte anunciou há pouco a identificação de quatro corpos de vítimas do desastre ambiental, considerado o maior na história do país.

As quatro vítimas são Claudemir Elias dos Santos (41 anos), Pedro Paulino Lopes (56 anos), ambos funcionários de empresas terceirizadas da Samarco, Maria Elisa Lucas (60 anos) e Maria das Graças Celestino Silva (65 anos), as duas moradoras de Bento Rodrigues. Com as identificações o número de desaparecidos na tragédia caiu para quatro. No momento não há mais corpos a serem identificados no IML de Minas Gerais.

Tudo o que sabemos sobre:
MarianaSamarcoBento Rodrigues

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.