Sobe para 1.720 o número de urnas com problemas

Boletim do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com informações dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs), informa que, até às 14h25, 1.720 urnas foram substituídas, o que corresponde a 0,48% do total de 361.431 em atividade.Em números absolutos, o maior índice de substituições de urnas até agora ocorreu em São Paulo, com 359 (0,54%). Em segundo lugar, vem Rio Grande do Sul, com 218 (0,88%) e Rio de Janeiro, na seqüência, com 158 (0,55%).Em números proporcionais, no Sergipe, 2,39% (96) das urnas foram substituídas. No Distrito Federal, houve 1,11% (48) de substituição das urnas, e em Mato Grosso, 0,98% (58) das urnas.Já totalizam 39 o número de seções que realizam as eleições de forma manual, com cédulas de papel. No Rio Grande do Sul, foram 8 seções. Em seguida, vêm São Paulo e Minas Gerais, com 6 seções. Mato Grosso e Bahia, aparecem na seqüência da lista com 3 seções.Em 2002, no segundo turno, houve 2.621 urnas substituídas, equivalentes a 0,64% do total, e 299 seções realizaram votação manual, equivalente a 0,09%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.