Sobe para 23 os municípios em estado de emergência no RS

Mais de 5 mil pessoas ainda não podem voltar para casa por causa das enchentes e 13 ficaram feridas

Solange Spigliatti, Central de Notícias,

16 de setembro de 2009 | 10h08

Subiu para 23 o número de municípios do Rio Grande do Sul que decretaram situação de emergência devido aos temporais que atingiram o Estado nos últimos dias, segundo balanço desta quarta-feira, 16, da Defesa Civil Estadual. Os temporais já deixaram desabrigadas 2.783 pessoas e outras 2.399 desalojadas em todo o Estado, segundo a Defesa Civil. Treze pessoas ficaram feridas.

A Defesa Civil está monitorando o Rio Guaiba, que corta a cidade de Porto Alegre. O nível do rio está bem acima do normal, deixando em alerta a Defesa Civil. Cerca de 100 moradores das ilhas do delta da Jacuí e do lago Guaiba seriam retirados da orla do rio, segundo o órgão. Segundo a última medição feita no fim da tarde de terça, o nível do rio estava em 2,45 metros, considerado preocupante.

Quatro rodovias estaduais foram liberadas ao tráfego na tarde de terça. As rodovias RS-130, RS-441, RS-347 e RS-431 estão liberadas para o tráfego normal de veículos. A RS-129 (entre Mariante e Bom Retiro) segue interditada devido ao aumento do nível dos rios. Na RS-355, a prefeitura está trabalhando na manutenção da ponte de madeira. O desvio está sinalizado no local e a previsão é que a liberação ocorra ainda nesta quarta.

Na tarde de segunda-feira, teve início a detonação de grandes pedras que obstruem completamente a passagem no quilômetro 3,5 (Aratinga), na Rota do Sol. A RS-486 está bloqueada desde a noite de sexta-feira. A previsão inicial é de que o serviço seja concluído nesta quarta-feira, quando a rodovia poderá ser liberada caso não haja nova ocorrência de chuvas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.