Sobe para 25 o número de vítimas das chuvas no Rio

Informações da Defesa Civil Estadual do Rio de Janeiro revelam que subiu para 25 o número de mortes, em razão das fortes chuvas que estão atingindo o estado fluminense, e que provoca deslizamentos e inundações. Segundo a Defesa Civil Estadual já são 1.121 desabrigados, outros 11.102 desalojados, oito feridos e uma pessoa desaparecida no Estado do Rio de Janeiro.Somente na madrugada desta sexta, sete pessoas morreram em um desabamento na cidade de Sumidouro, no Rio. De acordo com informações preliminares do Corpo de Bombeiros, mesmo após o encontro e resgate de sete corpos, as buscas entre os escombros continuaram porque havia a suspeita de que outras duas pessoas tenham sido soterradas.No final da tarde desta sexta-feira, 5, a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros confirmaram outras duas mortes no município de Campos de Goytacazes. O corpo de um menino de 12 anos foi encontrado na altura do quilômetro 10 da BR-101, bairro Nova Canaã. A outra vítima foi Renilton Ricardo Correa, de 44 anos, localizado em Lagoa de Furnas. Segundo o Corpo de Bombeiros, ambos morreram afogados após terem sido carregados pelas enxurradas. De acordo com a Defesa Civil, no município de Campos, no Norte Fluminense, o Rio Paraíba do Sul, que corta os Estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, continua subindo devido aos temporais. A Defesa Civil alerta que a tendência é de mais chuva, até sábado.Alguns municípios fluminenses decretaram estado de calamidade, devido a força das águas, que desabrigaram centenas de pessoas. Os moradores de áreas serranas também sofrem com os deslizamentos, que provocam acidentes com vítimas.AlertasOs alertas para as fortes chuvas se mantém nesta sexta-feira. Segundo a Secretaria Nacional da Defesa Civil (Sedec), do Ministério da Integração Nacional, elas devem se manter até domingo nos Estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais, São Paulo, Goiás e Mato Grosso do Sul. O Estado do Espírito Santo também foi alertado pela Defesa Civil para ocorrência de fortes chuvas ainda nesta sexta.O tempo, segundo a Sedec, continua instável nas regiões Centro-Oeste, Sudeste e Norte do País e deve provocar fortes chuvas. A Defesa Civil informa também que a chuva pode vir acompanhada de descargas elétricas e de rajadas de vento de até 60 km/h em Goiás, no Mato Grosso do Sul, no leste do Mato Grosso, no centro-sul de Tocantins, especialmente na região Serrana, e no norte do Rio de Janeiro.As regiões do Triângulo Mineiro, centro e sul de Minas Gerais, e no centro, norte e nordeste de São Paulo também podem ser atingidas pelas rajadas de vento. Nos Estados da região Sul, as rajadas podem ser de até 70 km/h, principalmente no oeste, sudoeste e centro do Paraná. Em razão disso, a Sedec pede que a população dos Estados alertados evite áreas de alagamento e locais com pouca ou nenhuma proteção contra raios e ventos fortes. Alerta-se ainda para o risco de deslizamento de encostas, morros e barreiras.Colaborou Elvis PereiraMatéria alterada às 18h00 para atualização de informações

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.