Sobe para 35 número de ônibus danificados em SP

Subiu para 35 o número de ônibus danificados esta manhã por motoristas e cobradores em greve. Na maioria dos casos, os carros tiveram pneus esvaziados, vidros quebrados e acabaram sendo levados para as garagens, de acordo com informações da SPTrans, empresa que administra o transporte coletivo em São Paulo. O secretário municipal dos Transportes, Jilmar Tatto, está recebendo representantes da Transurb e depois conversará com integrantes do sindicato da categoria para tentar colocar fim ao movimento. O trânsito, por outro lado, melhorou na cidade, segundo a última medição feita pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Às 11h, foram contabilizados 37 quilômetros de congestionamento em toda a capital paulista - às 9h30, foi batido o recorde de lentidão do ano no período da manhã, com 95 quilômetros de morosidade. O rodízio continua suspenso e os carros com chapas finais 1 e 2, que hoje estariam impedidos de rodar, podem trafegar livremente. A CET reitera que permanecem liberados o estacionamento zona azul e as faixas de ônibus, mas que está proibida a utilização dos corredores exclusivos de ônibus. Os motoristas que insistirem em trafegar por essas vias serão multados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.