Sobe para 41 número de ônibus depredados em SP

Subiu para 41 o número de ônibus depredados esta manhã em São Paulo em função dos piquetes de motoristas e cobradores, cuja greve entrou no segundo dia. Desse total, 34 coletivos são da EMTU - Empresa Metropolitana de Transporte Urbano -, que opera linhas intermunicipais, e sete da SPTrans, companhia que gerencia o transporte coletivo na capital paulista. Desde o início da greve já foram danificados 134 carros e a Polícia Militar não informou sobre nenhuma prisão em razão dos ataques. Dos 14 terminais de ônibus, apenas o da EMTU, em São Mateus, na zona leste da cidade, está aberto e operando somente com as linhas intermunicipais.Esta manhã foi reiniciada a reunião de tentativa de conciliação entre representantes da Prefeitura de São Paulo, dos motoristas e cobradores de ônibus e dos empresários. O encontro acontece no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), na região da Consolação. Vários trabalhadores permanecem na área aguardando o desfecho da reunião. A última medição feita pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), às 11h30, contabilizou 47 quilômetros de congestionamento em toda a capital paulista, índice considerado normal para o horário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.