Severino Silva - O DIA/Estadão Conteúdo
Severino Silva - O DIA/Estadão Conteúdo

Sobe para 42 o número de feridos em acidente na Ponte Rio-Niterói

Colisão envolveu três ônibus e dois carros nesta manhã, causando congestionamento e derramando óleo na pista

Thaise Constancio, O Estado de S. Paulo

22 de novembro de 2013 | 11h56

RIO - Um acidente envolvendo três ônibus e dois carros na Ponte Rio-Niterói na manhã desta sexta-feira, 22, deixou 42 feridos. Por volta das 6h20, os veículos colidiram na rampa de descida da ponte, perto da Rodoviária Novo Rio, na região portuária. O trânsito só foi normalizado por volta das 9h. Para fugir do congestionamento, muitos passageiros optaram pelas barcas, que ficaram lotadas.

O Corpo de Bombeiros atendeu 29 vítimas que foram levadas para o hospital Souza Aguiar, no centro, sem gravidade. Equipes da concessionária CCR Ponte atenderam outras 13 vítimas que foram encaminhadas para os hospitais Souza Aguiar e Geral de Bonsucesso, na zona norte.

Houve derramamento de óleo e as duas pistas de descida da Ponte ficaram fechadas por cerca de duas horas. Os 13 quilômetros de extensão da via expressa ficaram parados por duas horas. A primeira pista foi liberada às 7h40. A segunda só foi liberada às 8h30 após a retirada dos veículos e colocação de serragem para retirada do óleo e dos detritos. O trânsito só foi normalizado às 9h20.

Opção para quem quer chegar ao Rio, as barcas também apresentaram problemas na manhã desta sexta. Segundo a concessionária CCR Barcas, houve aumento de 24% na demanda no trajeto Rio-Niterói (33.753 pessoas usaram as barcas nesse trecho). Duas embarcações apresentaram problemas durante o horário do rush (entre 6h e 10h). Como consequência, "houve aglomeração e os passageiros ficaram exaltados", informou a concessionária.

Ainda de acordo com a CCR Barcas, desde a interdição do Elevado da Perimetral e da Avenida Rodrigues Alves houve aumento da demanda pelo transporte.

Tudo o que sabemos sobre:
ponte rio niteróiacidente

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.