Sobe para 7 número de mortos em acidente no litoral do RS

Microônibus levava pacientes para duas cidades; 21 pessoas ficaram feridas, entre elas três gravemente

Solange Spigliatti e Elder Ogliari, estadao.com.br e O Estado de S.Paulo

25 de setembro de 2008 | 14h30

Subiu para sete o número de mortos no acidente entre um caminhão e um microônibus na madrugada desta quinta-feira, 25, na Rodovia BR-471, no Rio Grande do Sul. Vinte e uma pessoas ficaram feridas, entre elas três em estado grave, segundo informações da Polícia Rodoviária Federal.   O caminhão trafegava em direção ao sul e, segundo as primeiras hipóteses levantadas pela Polícia Rodoviária Federal, teria invadido a pista contrária e batido no coletivo, que transportava 25 pacientes de Santa Vitória do Palmar para consultas, exames e procedimentos especializados em hospitais de Rio Grande e Pelotas.   Seis dos passageiros do microônibus morreram no local da tragédia. A sétima vítima estava no caminhão e morreu no início da tarde, na Santa Casa de Misericórdia de Rio Grande. O tenente Vladimir Dias, do Corpo de Bombeiros de Rio Grande, disse que todos os envolvidos no acidente, inclusive os que afirmavam estar bem, foram conduzidos a hospitais para exames.   Três feridos ficaram internados na Santa Casa. Dois deles, Márcio Acosta Ferreira, de 27 anos, motorista do caminhão, e Cristiane Nicoletti, 24 anos, passageira do microônibus, ficaram sob cuidados intensivos. O terceiro, Neidemar Rodrigues Pereira, motorista do coletivo, seria transferido para um quarto no início da noite. Os outros 18 foram liberados durante o dia.   A tragédia desta quinta-feira foi a terceira ocorrida com veículos de transporte coletivo em apenas 66 dias no Rio Grande do Sul. No dia 22 de julho, 13 pessoas morreram e 22 ficaram feridas no choque de um caminhão contra um ônibus em Fazenda Vilanova. Na noite de segunda-feira desta semana, um ônibus perdeu os freios, bateu em três árvores e capotou em Dois Irmãos. Duas pessoas morreram.   Atualizado às 19 horas para acréscimo de informações

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.