Sobe para nove número de cidades em emergência em Santa Catarina

Chuvas já afetaram quase 54 mil pessoas; frente fria que está sobre o Estado e Rio Grande do Sul ainda mantém áreas de instabilidade com tempo fechado nesta segunda

Priscila Trindade e Fabiana Marchezi, da Central de Notícias

26 de abril de 2010 | 13h42

SÃO PAULO - Subiu para nove o número de municípios em situação de emergência em Santa Catarina. Segundo a Defesa Civil, a cidade de Anchieta, com 4.347 pessoas afetadas pelos temporais que atingiram o Estado nos últimos dias, decretou emergência nesta segunda-feira, 26.

 

Estão na mesma condição os seguintes municípios: Dona Emma, Presidente Castelo Branco, Caçador, Lebon Régis, Matos Costa, Rio das Antas, Rio do Campo e Timbó Grande. Em todo o Estado, mais de 4,4 mil moradores tiveram de deixar suas casas.

 

As chuvas que atingem Santa Catarina também causaram a queda de uma barreira na BR-116, em Lages, na tarde de hoje. Ninguém ficou ferido. De acordo com a Autopista Planalto Sul, concessionária que administra a via, a rodovia está parcialmente interditada nas proximidades do quilômetro 251. O tráfego flui de forma alternada na pista sentido sul pelo sistema pare e siga.

 

A queda de barreira interditou ambos os sentidos por volta das 13 horas e, após duas horas, uma pista foi liberada para a passagem de veículos. Equipes da concessionária trabalham no local. Não há previsão para liberação total da BR-116.

 

Previsão

 

Segundo a Defesa Civil do Estado, quase 54 mil pessoas foram afetadas pelo mau tempo. Ainda segundo o órgão, a frente fria que está sobre os Estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul mantém áreas de instabilidade com tempo fechado e chuva persistente, moderada com descarga elétrica ao menos até as 18 horas desta segunda.

 

Texto atualizado às 16h53.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Santa Catarina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.