Sobel não corre mais o risco de ir para a cadeia nos EUA

O rabino Henry Sobel ainda se recupera em casa do incidente de ?descontrole emocional? que teve depois de ser preso no final de março nos EUA, acusado de roubar gravatas de grife. Ele deveria se apresentar nesta segunda-feira, 23, ao juiz de Palm Beach, na Flórida, mas sua defesa alegou inocência e a audiência foi adiada. ?Ainda não foi marcada uma nova data?, disse Sobel. Segundo a promotoria da Flórida, o rabino responde a três acusações de furtos, e não a cinco como havia sido divulgado. Com a reclassificação, Sobel não corre mais o risco de ir para a cadeia - a pena prevista para esse tipo de delito é a prestação de serviços comunitários.

Agencia Estado,

23 Abril 2007 | 20h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.