Sobem para 5 mortos por ônibus que invadiu ponto na zona norte do Rio

A quinta vítima foi identificada como Thaís Fidélis da Silva, que estava internada

estadão.com.br,

12 Junho 2012 | 23h59

Atualizado às 6h05

 

SÃO PAULO - Cinco pessoas morreram, entre elas um adolescente, e pelo menos 30 ficaram feridas, por volta das 22h30 de terça-feira, 12, após um ônibus, prefixo B 31153, de linha 484 (Olaria - Copacabana), não fazer uma curva, subir na calçada, invadir um ponto de ônibus, arrastar várias pessoas e bater contra um muro, na pista sentido Olaria, da Avenida Brasil, próximo ao acesso à Linha Vermelha e à passarela 3, no Caju, no Centro Portuário do Rio de Janeiro.

 

PMs do Batalhão de Policiamento Rodoviário foram os primeiros a chegar no local e encaminharam ao menos 20 pessoas para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Bonsucesso. Na sequência apareceram os bombeiros, que socorreram outras 10 pessoas, das quais quatro não resistiram aos ferimentos e morreram. Várias delas foram levadas para os hospitais Souza Aguiar, Getúlio Vargas e Andaraí, pois a UPA de Bonsucesso já não comportava mais pacientes.

 

Morreram Márcia Adriana Loureiro de Oliveira, 33 anos, a sobrinha dela, Kátia Cândido, 14, Monique Rocha Marques, 24, e Maurício Vaxier, de 34 anos. O motorista do coletivo, André Marques Navarro, está entre os feridos e também foi levado para o Souza Aguiar. Segundo informações da Rádio CBN do Rio, a quinta vítima que não resistiu aos ferimentos e também morreu foi identificada como Thaís Fidélis da Silva.

 

Testemunhas disseram aos policiais rodoviários que o coletivo, que seguia para Olaria, estava em alta velocidade, não havia se envolvido em acidente algum antes de invadir a calçada e que simplesmente não fez a curva. (colaborou Fábio Grellet, do Estado de S.Paulo)

Mais conteúdo sobre:
acidente ônibus Rio de Janeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.