Sobrevivente da queda do Learjet deixa hospital

Depois de 40 dias no Hospital do Servidor Público Estadual, Cláudia Fernandes, de 16 anos, teve alta ontem. Ela sobreviveu ao acidente do Learjet que caiu sobre sua casa, matando seis pessoas da família, o piloto e o co-piloto, na Casa Verde, zona norte, em 4 de novembro.A jovem teve queimaduras de segundo grau em 30% do corpo. Os pais de Cláudia, a avó, a irmã, o cunhado e o sobrinho morreram na tragédia. Agora, Claudinha, como é chamada pela família, vai morar com a irmã de sua mãe, Valdislene de Matos, na zona leste. O pedido pela guarda tramita na Justiça e a decisão sobre quem ficará com ela foi amigável. Cláudia tem paralisia cerebral parcial, o que causa dificuldade de aprendizagem.Valdislene e Cláudia deixaram o hospital às 17 horas. "Está tudo bem, graças a Deus", afirmou a tia. Na semana passada, a jovem passou por um procedimento de limpeza de pele profunda, por causa da queimadura.PANEUm avião da TAM apresentou um problema num pneu ontem e voltou ao Aeroporto Internacional Tom Jobim, de onde acabara de decolar, às 13h43, com destino a Ilhéus (BA). Havia 73 passageiros a bordo. De acordo com a Assessoria de Imprensa da TAM, os passageiros foram acomodados em outros vôos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.