Sobrinho de Suplicy é vítima de seqüestro relâmpago

Roberto Calmon de Barros Barreto Filho, sobrinho do senador Eduardo Suplicy (PT-SP), foi vítima de um seqüestro relâmpago, na noite de segunda-feira, em São Paulo. Barreto Filho foi abordado por um casal armado com um revólver de calibre 38mm, na Rua Eduardo Monteiro, uma travessa da Av. Brigadeiro Luís Antônio, na região dos Jardins.Enquanto Josiane, de 17 anos, apontava a arma para a vítima, Alex Leandro Bispo dos Santos, de 18, dirigia o Marea de Barreto Filho em direção ao bairro do Morumbi, na zona Sul da capital. Eles pararam o carro numa rua de pouco movimento, paralela à Av. João Jorge Saad, apanharam o cartão bancário da vítima e a obrigaram a informar-lhes a senha.A adolescente permaneceu no carro, com Barreto Filho, enquanto Alex seguiu para o Shopping Butantã. Lá, ele fez compras no supermercado e adquiriu um aparelho celular, em outra loja. O carro parado chamou a atenção de policiais militares em patrulhamento. Ao ser abordada, a garota afirmou que estavam namorando. Mas os policiais viram a arma no assoalho do veículo.Ao mesmo tempo, o rapaz carregado de pacotes, saindo da loja de aparelhos celulares, chamou a atenção de seguranças do shopping. Quando a polícia chegou ele já estava detido. A dupla foi presa e levada ao 34º DP, na Vila Sônia. Josiane vai ser encaminhada à Febem e Alex, autuado em flagrante.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.