Sobrinho mata tia com cinco tiros em Ribeirão

O adolescente E.S.C., de 15 anos, está sendo acusado de matar a tia Solange Aparecida Silva e Oliveira, de 35 anos, com cinco tiros de garrucha calibre 22, em uma favela do bairro Ipiranga, zona oeste de Ribeirão Preto. Um dos tiros acertou o pescoço da mulher, que antes de morrer denunciou o sobrinho. Ele ainda tentou fugir de bicicleta, mas acabou detido pela Polícia Militar. Durante seu depoimento e em entrevista a jornalistas, E. confessou o crime e disse que o praticou porque vinha sendo ameaçado de morte pela mulher. Ele também contou que tinha uma briga antiga com a tia e que já havia tentado matar a mulher com golpes de podão, no ano passado. Segundo familiares da vítima, ela era viciada em crack e o sobrinho lhe vendia a droga. Uma irmã de Solange contou que ela já havia assassinado um namorado, mas respondia pelo crime em liberdade. O adolescente, que disse não se arrepender do crime, foi levado para a Febem. Solange morava com um homem identificado apenas como Ilton, e tinha dois filhos.

Agencia Estado,

02 de maio de 2003 | 21h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.