Sol e folia lotam praias de São Paulo

Só no litoral norte estão cerca de 800 mil turistas, segundo estimativa dos municípios

Rejane Lima e Simone Menocchi, O Estadao de S.Paulo

22 Fevereiro 2009 | 00h00

Cerca de 800 mil turistas lotavam ontem o litoral norte paulista, segundo estimativa das Prefeituras de Ubatuba, Caraguatatuba, São Sebastião e Ilhabela. Só em Ubatuba eram 250 mil. De manhã, a temperatura chegou a 38°C e nas praias faltou espaço para tanta gente. O mesmo ocorreu nas praias da Baixada Santista. Com céu azul e sol, o dia de movimento animou comerciantes que esperam um feriadão sem crise. Para o maître do restaurante Dona Eva, na Praia da Enseada, Luiz Alberto Valenzuela, o faturamento neste ano deve ser superior ao do carnaval passado, quando choveu. "A cidade está mais cheia do que no ano passado. Deve ser por causa da crise, que incentivou o pessoal a viajar para perto da capital", afirmou, lembrando que contratou oito funcionários extras para a temporada. Já a dona do quiosque Salles, também na Enseada, afirmou que o carnaval na cidade sempre é bom, faça chuva ou sol. "Aqui vem mais a juventude, então independe de chuva." Mas a previsão de sol até terça-feira, com pancadas de chuva à noite, segundo o site Climatempo, animou turistas. Frequentador da Praia das Astúrias desde criança, o funcionário público Antonio Alberto Rodrigues de Medeiros, de 44 anos, levou três horas para viajar do Tatuapé, na zona leste, ao Guarujá, mas valeu a pena. "Vim por causa do sol. A praia está boa, limpa e achei boa essa regra de os condomínios não poderem montar os guarda-sóis quando não tiver gente. Estava havendo muito abuso." Além de curtir as praias, visitantes do Guarujá poderão assistir aos desfiles de escolas de samba. O Grupo Especial da cidade desfila a partir das 21 horas de hoje na Avenida Santos Dumont, em Vicente de Carvalho. O ingresso é um quilo de alimento não perecível. O abastecimento de água também deverá ocorrer sem problemas. A Assessoria de Imprensa da Sabesp informou que trabalha com a mesma equipe do réveillon, quando a visitação no litoral foi maior do que a prevista para o carnaval e só ocorreram problemas pontuais de baixa pressão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.