Soldado envolvido em seqüestro é preso pela PM

O líder de um bando de seqüestradores descoberto hoje era um policial militar. O personal trainer J.T.S., de 22 anos, foi seqüestrado na noite de ontem, quando chegava à casa de sua namorada, na Vila Curuçá, zona leste. O homem que o dominou, segundo a Polícia Civil, foi o soldado Laerte Alves de Melo, de 24 anos, do 8.º Batalhão, no Tatuapé, zona leste. O PM - que foi receber o pagamento do resgate - acabou preso na tarde de hoje.J.T.S., sócio de uma academia de ginástica, foi abordado por cinco homens, entre eles o policial, por volta das 19 horas de ontem, quando chegava à casa da namorada. Ele foi levado para uma casa na Rua Palmeira das Bermudas. Em seguida, foi iniciada a negociação com o irmão da vítima. Inicialmente, o bando exigiu R$ 50 mil.O irmão da vítima disse que não possuía tanto dinheiro e o resgate acabou acertado em R$ 7 mil. A família estava tentando vender uma moto para levantar o pagamento, mas acabou conseguindo empréstimos de amigos. O policial militar e Marcelo José Silva, de 22 anos, foram buscar o dinheiro na Avenida Marechal Tito, em frente do Supermercado Atacadão.Após o pagamento, J.T.S. foi algemado, amordaçado e colocado no porta-malas de seu carro, que estava num terreno ao lado do cativeiro. Além do Opala, estavam num galpão ao lado um Gol GTI preto, de propriedade do soldado, e uma moto. Por volta das 23 horas, o tenente Oliveira e os soldados Quirino e Leonardo, da 1.ª Companhia do 29.º Batalhão, passaram pelo local e desconfiaram de dois homens que, ao avistarem os policiais, saíram correndo em direção ao galpão.EscondidosOs policiais não conseguiram pegar os bandidos, mas encontraram a vítima no porta-malas do carro. Outros dois PMs permaneceram no galpão durante toda a noite, para que fosse periciado. Já pela manhã, um vizinho disse a outros policiais que ouviu barulhos durante a noite, que viriam do galpão. Os PMs fizeram uma revista e encontram Marcelo e Leandro Gonçalves Santos, de 24 anos, escondidos no forro. Eles permaneceram das 23h30 até as 8 horas de hoje naquele local.Mais tarde, foi preso o dono da casa utilizada como cativeiro, Pedro Carvalho Santana, de 40 anos. Ele já havia feito as malas. Em seguida, foi a vez do soldado Laerte ser preso. Ele foi pego quando tentava pegar seu carro próximo ao cativeiro. Apenas um bandido não foi preso, mas já foi identificado. Tanto a vítima quanto seu irmão reconheceram o PM e os demais integrantes do bando.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.