Soldado se acidenta em explosão de granada

O cabo do exército Genivaldo Prudêncio da Silva, de 24 anos,fissurou o osso de um dos antebraços, ontem, ao ser atingido por um fragmento de granada, no Campo de Instrução de Gericinó, em Deodoro, zona norte. O acidente ocorreu às 10h40, quando o militar estava na Central de Tiro. Segundo o Comando Militar do Leste (CML), tratava-sede um treinamento de rotina e o cabo estava em uma zona teoricamente segura, a um quilômetro de distância do ponto onde a granada explodiu, quando o mínimo adotado pelo exército brasileiro é de 800 metros. Ainda segundo o CML, o fragmento deveria alcançar alvos a no máximo 200 metros. Silva pertence ao 21.º Grupo de Artilharia de Campanha, foi submetido a cirurgia no Hospital Central do Exército para a retirada do fragmento e passa bem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.